Todo Ouvidos

O que é notícia na mídia tradicional vira comentário nas redes sociais e o que é falado nas redes sociais, pode virar notícia nas mídias tradicionais

1 note

Facebook cresceu 54% no Brasil em seis meses

O Brasil já é o segundo país em número de usuários no Facebook e é, de longe, aquele onde a rede social de Mark Zuckerberg se expande mais rapidamente

São Paulo — Nos últimos meses, o Brasil galgou rapidamente o ranking dos países com mais usuários no Facebook, onde já ocupa o segundo lugar, atrás apenas dos Estados Unidos. Estimativas da empresa americana SocialBakers indicam que, nos últimos seis meses, 16,6 milhões de brasileiros aderiram ao Facebook, o que trouxe um aumento de 54% no total de usuários no país, agora estimado em 47 milhões.

Em números absolutos, o Brasil, é de longe, o país onde o Facebook mais cresceu. A segunda colocada é a Índia, com 7,8 milhões de novos usuários em seis meses. O terceiro é o Japão, com 3,5 milhões. Quando se pensa em porcentagens, porém, os países pequenos levam vantagem. A campeã é a ilha de Guernsey, no Canal da Mancha, onde o crescimento do número de inscritos foi de assombrosos 4.535%.

Para a SocialBakers, 23% da população brasileira está no Facebook. Isso coloca o país num modesto 103º lugar no ranking de penetração da rede social. Naturalmente, isso se explica, em parte, pelo fato de a porcentagem da população brasileira com acesso à internet ser menor que a de muitos países da Europa e da Ásia. Outra razão é que, como o Orkut era muito forte no Basil, o Facebook só decolou aqui depois que já era líder em outros países.

Mônaco e Islândia, os campeões nesse quesito, têm mais perfis no Facebook do que habitantes. Mas há também países onde o número de usuários diminuiu. Em números absolutos, a maior baixa foi em Porto Rico, onde 233 mil pessoas saíram da rede, o que reduziu o total de inscritos em 16%.

No caso de países mais populosos onde o Facebook se popularizou antes, o que se observa é que a penetração cresceu até um nível próximo de 50%. Depois disso, o ritmo diminuiu muito. Nos Estados Unidos, onde a penetração é de 50,7%, o crescimento no número de usuários foi de apenas 0,9% nos últimos seis meses.

A SocialBakers também fornece alguns dados sobre os brasileiros no Facebook. Trata-se de um público jovem. 32% dos inscritos têm entre 18 e 24 anos, a faixa etária predominante. Outros 28% têm entre 25 e 34 anos. No Brasil, 54% dos participantes da rede social são mulheres; e, 46%, homens. É uma situação diferente da que existe na Índia, o terceiro país em número de usuários, com 45,8 milhões de inscritos. Lá, 73% são homens.

Apesar de os dados da SocialBakers serem úteis, é bom notar que eles divergem, em alguns aspectos, das estatísticas do próprio Facebook. Para a SocialBakers, a rede social tem 842 milhões de usuários. O número oficial, divulgado em abril nos documentos para a abertura do capital do Facebook, é 901 milhões de pessoas inscritas. Desse total, 526 milhões entram no site pelo menos uma vez por mês. São os chamados usuários ativos. Eles são responsáveis pelos 3,2 bilhões de comentários publicados todos os dias.

Fonte: Exame

Facebook cresceu 54% no Brasil em seis meses


O Brasil já é o segundo país em número de usuários no Facebook e é, de longe, aquele onde a rede social de Mark Zuckerberg se expande mais rapidamente

São Paulo — Nos últimos meses, o Brasil galgou rapidamente o ranking dos países com mais usuários no Facebook, onde já ocupa o segundo lugar, atrás apenas dos Estados Unidos. Estimativas da empresa americana SocialBakers indicam que, nos últimos seis meses, 16,6 milhões de brasileiros aderiram ao Facebook, o que trouxe um aumento de 54% no total de usuários no país, agora estimado em 47 milhões.

Em números absolutos, o Brasil, é de longe, o país onde o Facebook mais cresceu. A segunda colocada é a Índia, com 7,8 milhões de novos usuários em seis meses. O terceiro é o Japão, com 3,5 milhões. Quando se pensa em porcentagens, porém, os países pequenos levam vantagem. A campeã é a ilha de Guernsey, no Canal da Mancha, onde o crescimento do número de inscritos foi de assombrosos 4.535%.

Para a SocialBakers, 23% da população brasileira está no Facebook. Isso coloca o país num modesto 103º lugar no ranking de penetração da rede social. Naturalmente, isso se explica, em parte, pelo fato de a porcentagem da população brasileira com acesso à internet ser menor que a de muitos países da Europa e da Ásia. Outra razão é que, como o Orkut era muito forte no Basil, o Facebook só decolou aqui depois que já era líder em outros países.

Mônaco e Islândia, os campeões nesse quesito, têm mais perfis no Facebook do que habitantes. Mas há também países onde o número de usuários diminuiu. Em números absolutos, a maior baixa foi em Porto Rico, onde 233 mil pessoas saíram da rede, o que reduziu o total de inscritos em 16%.

No caso de países mais populosos onde o Facebook se popularizou antes, o que se observa é que a penetração cresceu até um nível próximo de 50%. Depois disso, o ritmo diminuiu muito. Nos Estados Unidos, onde a penetração é de 50,7%, o crescimento no número de usuários foi de apenas 0,9% nos últimos seis meses.

A SocialBakers também fornece alguns dados sobre os brasileiros no Facebook. Trata-se de um público jovem. 32% dos inscritos têm entre 18 e 24 anos, a faixa etária predominante. Outros 28% têm entre 25 e 34 anos. No Brasil, 54% dos participantes da rede social são mulheres; e, 46%, homens. É uma situação diferente da que existe na Índia, o terceiro país em número de usuários, com 45,8 milhões de inscritos. Lá, 73% são homens.

Apesar de os dados da SocialBakers serem úteis, é bom notar que eles divergem, em alguns aspectos, das estatísticas do próprio Facebook. Para a SocialBakers, a rede social tem 842 milhões de usuários. O número oficial, divulgado em abril nos documentos para a abertura do capital do Facebook, é 901 milhões de pessoas inscritas. Desse total, 526 milhões entram no site pelo menos uma vez por mês. São os chamados usuários ativos. Eles são responsáveis pelos 3,2 bilhões de comentários publicados todos os dias.

Fonte: Exame

Filed under facebook Brasil redes sociais

  1. todoouvidos posted this